Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.1/5 (2934 votos)

ONLINE
2




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


AJUDE A MANTER ESTE PROJETO

Donativos


click here


Total de visitas: 373450
P&H - Lisunov Li-2
P&H - Lisunov Li-2

 

Lisunov Li-2

 
- Avião de transporte civil e militar - União Soviética (1939) -

Resumo Histórico Especificações Versões & Variantes Principais Utilizadores Historial Galeria Videos Profiles Fontes
Descrição Gerais
                   

     

Link original: Julian Herzog, CC BY 4.0, via Wikimedia Commons


RESUMO HISTÓRICO


O Lisunov Li-2 foi um avião de transporte bimotor, de asa baixa, que constituiu a versão Soviética do Douglas DC-3.

Este avião foi designado originalmente como PS-84, uma vez que foi inicialmente produzido pela fábrica #84 em Khimki. A partir de 1943 começaram a ser fabricados em série modelos militares a partir da versão civil, tendo alguns deles inclusivamente sido utilizados como bombardeiros na linha da frente durante a 2ª Guerra Mundial.

 

Designação do aparelho

Esquema B&W: Kaboldy, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons


ESPECIFICAÇÕES


DESCRIÇÃO

País de origem Fabricante
União Soviética Gaz
Tipologia de missão / Função
Avião de transporte civil e militar / Avião bombardeiro ligeiro
Projeto antecedente Desenvolvido em
Douglas DC-3  
voo Introduzido
  1939
Período de produção Aposentado
1939 - 1952  
Design Quantidade produzida
  +/- 7 000 aparelhos
Custo unitário  
   
Período histórico
2ª Guerra Mundial

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Tripulação Comprimento Envergadura Altura
5 / 6 + 24   19,65 m (64,5 ft) 28,81 m (94,5 ft) 5,15 m (16,9 ft)
Superfície alar Peso vazio Peso máximo à descolagem Teto máximo
 m2   7 750 kg (17 100 lb)   11 280 kg (24 900 lb) 5 600 m
Velocidade Máxima (Vno) Velocidade de cruzeiro Autonomia bélica Autonomia (MTOW)
300 km/h (162 kn) 245 km/h (132 kn)  Km 1 100 km (684 mi)
Regime de subida Carga alar Potência/Peso Alongamento
 m/s Kg/m2 W/Kg  
Motorização
2 motores Shvetsov ASh-62IR com 735 kw (1 000cv) cada
Hélices
 
Armamento / Carga bélica
Metralhadoras / Canhões
3 metralhadoras ShKASde 7.62 mm (.30 in); 1 metralhadora UBK de 12.7 mm (.50 in)
Misseis / Bombas
 1 000 kg em bombas ou misseis (distâncias longas) ou 2 000 kg em bombas ou misseis (distâncias curtas)

VARIANTES E VERSÕES


LI-2VV
- Avião bombardeiro - 
Em finais de 1942 surge uma nova versão que para além de missões de transporte também podia ser usada como bombardeiro. Essa versão designou-se de Li-2VV (Vojenny Variant)
 

PRINCIPAIS UTILIZADORES


País:  União Soviética

HISTORIAL


O Lisunov Li-2 é uma cópia do avião americano Douglas DC-3 e foi fabricado sob licença na União Soviética a partir de finais dos anos 30 do século passado.

Embora o DC-3 esteja indubitavelmente associado à 2ª Guerra Mundial, o interesse dos soviéticos no avião americano nada teve a ver com esta guerra, mas sim com a necessidade de encontrarem um avião capaz de ligar distantes cidades de um país tão gigantesco como a União Soviética.

Por volta de 1935 já as qualidades do Douglas DC-3 estavam bastante evidenciadas e os soviéticos bastante interessados nele. Ponderaram a possibilidade de copiá-lo sem licença, mas optaram por encetar negociações com a Douglas. Foi assinado um acordo para fabrico sob licença entre as autoridades soviéticas e a empresa norte-americana, em 11 de abril de 1936. O irónico foi que, apesar do acordo alcançado, os soviéticos nunca chegaram a pagar à Douglas qualquer quantia pelos aviões fabricados.

Através de empresas «fantasma» a União Soviética, entre 1936 e 1938 (algumas fontes referem a compra como tendo ocorrido em 11 de abril de 1936) conseguiu adquirir 18 aviões que foram entregues desmontados.

O primeiro Lisunov Li-2, equipado com motores Shvetsov M-62 de 900cv, ficou oficialmente concluído em 7 de outubro de 1938. Porém, atualmente, sabe-se que na realidade no seu fabrico foram usadas muitas das peças e partes dos 18 aviões adquiridos clandestinamente.

Assim é mais correto falar em montagem do que em construção, e essa ocorreu na Fábrica Estatal de Aviação #84 em Khimki na região de Moscovo. A primeira designação do avião foi PS-84 - Passazhirskiy Samolyot 84, que significava literalmente Avião de Passageiros 84 (por ter sido fabricado na GAZ/Fábrica nº 84). Essa designação foi usada até 1942.

Na realidade, o primeiro Lisunov Li-2 totalmente construído na União Soviética só voou pela primeira vez em finais de 1939 e foi construído na fábrica 124 de Kazan. Aí, no entanto, somente 10 aviões foram construídos. A produção passou para Opolchenie, na região de Moscovo (fábrica 84), tendo a produção sido posteriormente encerrada e transferida para Tashkent, na Ásia Central (fábrica 34).

O desenvolvimento do projeto foi dirigido pelo engenheiro aeronáutico Boris Pavlovich Lisunov e foi afetado, tal como praticamente tudo na União Soviética, pelas purgas, que ocorreram nos finais dos anos 30, em que Estaline mandou matar milhões de supostos opositores políticos. Assim, a produção só começou a ter algum impacto a partir de 1942 e é em 17 de setembro desse ano que o modelo DC-3 soviético adquire a designação final de Lisunov Li-2.

Apesar da intenção original de incorporar algumas mudanças necessárias no projeto original, a GAZ-84 teve de fazer cerca de 1 293 alterações de engenharia nos desenhos originais da Douglas, envolvendo projeto de peças, dimensões, materiais e processos, a maior parte devido à conversão ao sistema métrico em relação ao sistema de medidas americanos. No entanto, o Lisunov Li-2, genericamente, era muito idêntico ao modelo americano, mas tinha algumas diferenças das quais se destaca um diferente arranjo nas dimensões dos compartimentos do avião, e o facto de, no modelo soviético, as portas abrirem para dentro. Também tinha rodas de maiores dimensões e um trem de aterragem reforçado para melhor operar em aeródromos mal preparados e de terra batida.

A cabine de passageiros também era extremamente simplificada, sem qualquer tipo de luxo, e o equipamento de navegação estava reduzido ao mínimo essencial.

Ao todo, na União Soviética, foram produzidos mais de 7 000 aparelhos. No entanto, como oficialmente se tratava de um avião construído sob licença, a sua importância foi sempre diminuída aos olhos da imprensa soviética, que normalmente divulgava números entre 2 000 e 2 800 unidades produzidas.

 

Aviões de comparável missão, configuração e época

       
       

GALERIA


   

VIDEOS


   

PROFILES


   

INFORMAÇÃO ADICIONAL / FONTES


 Sites e Blogs
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng
   
 Bibliografia
 Aviões-TPM  
Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade  

  


 Última atualização da página: 01/05/2021