Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.1/5 (2294 votos)

ONLINE
1




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


  

EXPOSIÇÕES NACIONAIS


OS MEUS KITS

ÚLTIMO TRABALHO REALIZADO


MILITARIA

ÚLTIMO AVIÃO A HÉLICE INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Arado AR 64

Arado AR 64

 Arado AR 65

Arado AR 65

Heinkel He 70 (Blitz)

Heinkel He 70 (Blitz)

Dornier Do 17

Dornier Do 17

Heinkel He 50

Heinkel He 50

Heinkel He 111

Heinkel He 111

Henschel Hs 123

Henschel Hs 123


ÚLTIMO AVIÃO A REATOR INTRODUZIDO/ATUALIZADO 

British Aerospace Nimrod

British Aerospace Nimrod

De Havilland DH 106 Comet

De Havilland DH 106 Comet


ÚLTIMO HELICÓPTERO
INTRODUZIDO/ATUALIZADO

AgustaWestland EH-101 Merlin

AgustaWestland EH-101 Merlin


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE LAGARTAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Churchill tank

Churchill tank


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE RODAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Semilagarta M5

Semilagarta M5


 

AJUDE A  MANTER ESTE PROJETODonativos



Total de visitas: 254618
P&H - Lisunov Li-2
P&H - Lisunov Li-2

Lisunov Li-2

- Avião militar de transporte - União Soviética (1939) -

Resumo Histórico Especificações Variantes/ versões Principais Utilizadores Historial Galeria Videos Profiles Fontes
Descrição Gerais
                   

Lisunov Li-2 

Link original: Julian Herzog [GFDL or CC BY 4.0 ], from Wikimedia Commons


RESUMO HISTÓRICO


O Lisunov Li-2 foi um avião de transporte bimotor, de asa baixa, que constituiu a versão Soviética do Douglas DC-3.

Este avião foi designado originalmente como PS-84, uma vez que foi inicialmente produzido pela fábrica #84 em Khimki. A partir de 1943 começaram a ser fabricados em série modelos militares a partir da versão civil, tendo alguns deles inclusivamente sido utilizados como bombardeiros na linha da frente durante a 2ª Guerra Mundial.

Designação do aparelho

Esquema B&W


ESPECIFICAÇÕES


DESCRIÇÃO

País de origem Tipologia de missão / Função
União Soviética Avião civil/militar de transporte
Avião bombardeiro ligeiro
Design Fabricante
  GAZ
Projeto antecedente 1º voo
Douglas DC-3  
Período de produção Quantidade produzida
1939 - 1952 +/- 7 000 aparelhos
Introduzido em Retirado em
1939  
Custo unitário Período histórico
  2ª Guerra Mundial

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Tripulação Comprimento Envergadura Altura
  19.65 m 28.83 m  m
Superfície alar Peso vazio Peso máximo à descolagem Teto máximo
 m2  Kg 11 280 kg 5 600 m
Velocidade Máxima (Vno) Autonomia Autonomia máxima Regime de subida
270 km/h  Km   2 600 km  m/s
Carga alar Potência/Peso    
Kg/m2 W/Kg    
Motorização
2 motores Shvetsov ASh-62IR com 735 kw (1 000cv) cada
Hélices
 
Armamento / Carga bélica
3 metralhadoras ShKASde 7.62 mm (.30 in); 1 metralhadora UBK de 12.7 mm (.50 in); 1.000 kg em bombas ou misseis (distâncias longas) ou 2.000 kg em bombas ou misseis (distâncias curtas)

VARIANTES E VERSÕES


LI-2VV
Em finais de 1942 surge uma nova versão que para além de missões de transporte também podia ser usada como bombardeiro. Essa versão designou-se de Li-2VV (Vojenny Variant)

PRINCIPAIS UTILIZADORES


País:  União Soviética

HISTORIAL


O Lisunov Li-2 é uma cópia do avião americano Douglas DC-3 e foi fabricado sob licença na União Soviética a partir de finais dos anos 30 do século passado.

Embora o DC-3 esteja indubitavelmente associado à 2ª Guerra Mundial, o interesse dos soviéticos no avião americano nada teve a ver com esta guerra, mas sim com a necessidade de encontrarem um avião capaz de ligar distantes cidades de um país tão gigantesco como a União Soviética.

Por volta de 1935 já as qualidades do Douglas DC-3 estavam bastante evidenciadas e os soviéticos bastante interessados nele. Ponderaram a possibilidade de copiá-lo sem licença, mas optaram por encetar negociações com a Douglas. Foi assinado um acordo para fabrico sob licença entre as autoridades soviéticas e a empresa norte-americana, em 11 de abril de 1936. O irónico foi que, apesar do acordo alcançado, os soviéticos nunca chegaram a pagar à Douglas qualquer quantia pelos aviões fabricados.

Através de empresas «fantasma» a União Soviética, entre 1936 e 1938 (algumas fontes referem a compra como tendo ocorrido em 11 de abril de 1936) conseguiu adquirir 18 aviões que foram entregues desmontados.

O primeiro Lisunov Li-2, equipado com motores Shvetsov M-62 de 900cv, ficou oficialmente concluído em 7 de outubro de 1938. Porém, atualmente, sabe-se que na realidade no seu fabrico foram usadas muitas das peças e partes dos 18 aviões adquiridos clandestinamente.

Assim é mais correto falar em montagem do que em construção, e essa ocorreu na Fábrica Estatal de Aviação #84 em Khimki na região de Moscovo. A primeira designação do avião foi PS-84 - Passazhirskiy Samolyot 84, que significava literalmente Avião de Passageiros 84 (por ter sido fabricado na GAZ/Fábrica nº 84). Essa designação foi usada até 1942.

Na realidade, o primeiro Lisunov Li-2 totalmente construído na União Soviética só voou pela primeira vez em finais de 1939 e foi construído na fábrica 124 de Kazan. Aí, no entanto, somente 10 aviões foram construídos. A produção passou para Opolchenie, na região de Moscovo (fábrica 84), tendo a produção sido posteriormente encerrada e transferida para Tashkent, na Ásia Central (fábrica 34).

O desenvolvimento do projeto foi dirigido pelo engenheiro aeronáutico Boris Pavlovich Lisunov e foi afetado, tal como praticamente tudo na União Soviética, pelas purgas, que ocorreram nos finais dos anos 30, em que Estaline mandou matar milhões de supostos opositores políticos. Assim, a produção só começou a ter algum impacto a partir de 1942 e é em 17 de setembro desse ano que o modelo DC-3 soviético adquire a designação final de Lisunov Li-2.

Apesar da intenção original de incorporar algumas mudanças necessárias no projeto original, a GAZ-84 teve de fazer cerca de 1 293 alterações de engenharia nos desenhos originais da Douglas, envolvendo projeto de peças, dimensões, materiais e processos, a maior parte devido à conversão ao sistema métrico em relação ao sistema de medidas americanos. No entanto, o Lisunov Li-2, genericamente, era muito idêntico ao modelo americano, mas tinha algumas diferenças das quais se destaca um diferente arranjo nas dimensões dos compartimentos do avião, e o facto de, no modelo soviético, as portas abrirem para dentro. Também tinha rodas de maiores dimensões e um trem de aterragem reforçado para melhor operar em aeródromos mal preparados e de terra batida.

A cabine de passageiros também era extremamente simplificada, sem qualquer tipo de luxo, e o equipamento de navegação estava reduzido ao mínimo essencial.

Ao todo, na União Soviética, foram produzidos mais de 7 000 aparelhos. No entanto, como oficialmente se tratava de um avião construído sob licença, a sua importância foi sempre diminuída aos olhos da imprensa soviética, que normalmente divulgava números entre 2 000 e 2 800 unidades produzidas.


GALERIA


   

VIDEOS


   

PROFILES


   

INFORMAÇÃO ADICIONAL / FONTES


 Sites e Blogs
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng
   
 Bibliografia
 Aviões-TPM  
Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade  

  


 Última atualização da página: 19/01/2020