Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

  • Currently 4.17/5

Rating: 4.2/5 (1878 votos)

ONLINE
3




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


  

EXPOSIÇÕES NACIONAIS


OS MEUS KITS

ÚLTIMO TRABALHO REALIZADO


MILITARIA

ÚLTIMO AVIÃO A HÉLICE INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Fairchild C-82 Packet

Fairchild C-82 Packet

Douglas C-124 Globemaster II

Douglas C-124 Globemaster II


ÚLTIMO AVIÃO A REATOR INTRODUZIDO/ATUALIZADO 

Mikoyan-Gurevich MiG-17

Mikoyan-Gurevich MiG-17


ÚLTIMO HELICÓPTERO
INTRODUZIDO/ATUALIZADO

AgustaWestland EH-101 Merlin

AgustaWestland EH-101 Merlin


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE LAGARTAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Type 97 ShinHoTo Chi-Ha medium tank

Type 97 ShinHoTo Chi-Ha


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE RODAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Ford Model C11 ADF

Ford Model C11 ADF


 

AJUDE A  MANTER ESTE PROJETODonativos



Total de visitas: 206782
P&H - Mikoyan-Gurevich MiG-17
P&H - Mikoyan-Gurevich MiG-17

Mikoyan-Gurevich MiG-17

- Avião de caça - União Soviética (1952) -

Mikoyan-Gurevich MiG-17

Link original: Stuart Seeger from College Station, Texas, USA [CC BY 2.0], via Wikimedia Commons


País de origem Fabricante
União Soviética Mikoyan-Gurevich
Produção total
Projeto antecedente
11 060 aparelhos (Inclui os sob licença) Mikoyan-Gurevich MiG-15
1º voo
Período de produção
14 de janeiro de 1950 1949-1958 (União Soviética)
Introduzido em
Retirado em
Outubro de 1952  
Período histórico
Principais utilizadores
Guerra do Vietname União Soviética

RESUMO HISTÓRICO


O Mikoyan-Gurevich MiG-17 (código OTAN/NATO "Fresco") foi um avião de caça, com asas enflechadas, desenvolvido para a União Soviética por Artem Mikoyan e Mikhail Gurevich. Entrou ao serviço em outubro de 1952 e ainda hoje é operado por algumas Forças Aéreas do mundo para além de alguns particulares que o usam como avião de recreio.

O MiG-17 é um avião subsónico e é muito idêntico ao MiG-15 amplamente utilizado na Guerra da Coreia. Começou a ser desenvolvido em 1949, pelo Mikoyan-Gurevich design bureau, com o intuito de solucionar os problemas e as limitações em combate identificados no Mig-15. Talvez por isso mesmo, originalmente, o projeto foi designado de MiG-15bis45.

O Mig-17 possuía asas enflechadas, num angulo de 45 graus, uma empenagem vertical e freios aerodinâmicos projetados para velocidades (Mach) superiores às do MiG-15, sendo a maioria dos restantes componentes da fuselagem basicamente os mesmos que os utilizados no Mig-15.  Uma diferença visível e de fácil diferenciação entre os dois aviões, é a existência de 3 Wing Fences em cada asa do MiG-17, em vez de 2 no Mig-15.

O voo do primeiro protótipo, designado I-330 "SI", ocorreu a 4 de janeiro de 1950. Foi pilotado por Ivan Ivashcheko, que morreu durante os testes, uma vez que o avião perdeu um dos estabilizadores horizontais, entrou em parafuso descontrolado e acabou por se despenhar...

Os problemas estruturais foram resolvidos e, em 1952, o novo caça, com a designação de MiG-17, foi introduzido ao serviço acabando por se tornar num dos caças de maior sucesso de todos os tempos, com mais de 6 000 unidades fabricadas na Ex União Soviética, China (Shenyang J-5), Checoslováquia (S-104) e Polónia (PZL-Mielec Lim-6). O Mig-17 foi um dos principais percursores dos grandes caças supersónicos que apareceram em meados dos anos 50 do século passado, como o MiG-19 ou o americano North American F-100 Super Sabre.

O MiG-17 entrou em combate pela primeira vez em 1958, no Estreito de Taiwan. Posteriormente, foi também utilizado com sucesso na Guerra do Vietname, durante os anos 60 do século passado, onde as suas excelentes qualidades gerais ficaram comprovadas quando se realizaram combates aéreos com adversários teoricamente mais poderosos e equipados com modelos supersónicos, mas que não eram tão eficazes nos combates a curta distância onde a capacidade de realizar manobras ofensivas e defensivas, melhor que o inimigo,  representava a diferença entre abater ou ser abatido.

Os primeiros MiG-17 estavam equipados com um reator VK-1, desenvolvido pela equipa Klimov, que era uma cópia do reator britânico Rolls-Royce Nene. O reator VK-1F era mais pesado que o reator original, porém, possuía idêntica potência. As últimas versões utilizavam na mesma o reator VK-1F, mas com pós-combustão o que incrementava a potência do reator, tornando-se assim os primeiros caças Soviéticos com after-burner.

O MiG-17 recebeu ao longo dos tempos constantes melhoramentos, como por exemplo a instalação de mísseis ar-ar ou câmaras de reconhecimento, que permitiram de alguma forma continuar capaz de representar uma ameaça para os aviões inimigos. Alguns peritos ocidentais alegam que o MiG-17 na realidade não passou de uma versão melhorada do MiG-15. Porém, os registos de combate mostram que as Forças Aéreas ocidentais não estavam preparadas para este pequeno, mas letal, avião tendo sofrido pesadas baixas.

 


VARIANTES E VERSÕES


MiG-17F
- Avião de caça - 

 

Alçado Lateral 500px
Alçado Superior Alçado Frontal Alçado Inferior 

 

Tripulação Comprimento Envergadura Altura Superfície alar
1 11.26 m 9.63 m 3.80 m 22.6 m2
Peso vazio
Peso máximo à descolagem
Velocidade máxima Autonomia Altitude máxima
3 919 kg  6 069 kg 1 145 km/h  km  16 600 m 
Motorização
1 turbojato de pós-combustão Klimov VK-1F
Armamento
2 canhões de 23 mm Nudelman-Rikhter NR-23KM e 1 Canhão de 37 mm Nudelman NL-37D / 500 kg de bombas ou reservatórios suplementares de combustível

RESUMO DA VARIANTE/VERSÃO


Texto justificado

 


PROFILES


   
   

 


INFORMAÇÃO ADICIONAL


 Sites e Blogs
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng Aeroflower
     
 Bibliografia
     
     

  


 Última atualização da página: 13/05/2019