Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

  • Currently 4.17/5

Rating: 4.2/5 (1878 votos)

ONLINE
2




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


  

EXPOSIÇÕES NACIONAIS


OS MEUS KITS

ÚLTIMO TRABALHO REALIZADO


MILITARIA

ÚLTIMO AVIÃO A HÉLICE INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Fairchild C-82 Packet

Fairchild C-82 Packet

Douglas C-124 Globemaster II

Douglas C-124 Globemaster II


ÚLTIMO AVIÃO A REATOR INTRODUZIDO/ATUALIZADO 

Mikoyan-Gurevich MiG-17

Mikoyan-Gurevich MiG-17


ÚLTIMO HELICÓPTERO
INTRODUZIDO/ATUALIZADO

AgustaWestland EH-101 Merlin

AgustaWestland EH-101 Merlin


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE LAGARTAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Type 97 ShinHoTo Chi-Ha medium tank

Type 97 ShinHoTo Chi-Ha


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE RODAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Ford Model C11 ADF

Ford Model C11 ADF


 

AJUDE A  MANTER ESTE PROJETODonativos



Total de visitas: 206802
P&H - Junkers Ju 52
P&H - Junkers Ju 52

Junkers Ju 52 / Amiot AAC.1 (Toucan) / CASA 352

- Avião de transporte (Militar e Civil)- Alemanha (1932) -

Junkers Ju 52

By JunkersJU-52.JPG: Greg Humederivative work: Morn (This file was derived from: JunkersJU-52.JPG:) [CC BY-SA 3.0 ], via Wikimedia Commons


País de origem Fabricante
Alemanha   Junkers / Alemanha
CASA / Espanha
Amiot / França
Produção total
Projeto antecedente
4 845 aparelhos  
1º voo
Período de produção
Ju 52/1m: 13 de outubro de 1930
Ju 52/3m: 7 de março de 1932
1931-1945 Alemanha
1945-1947 Espanha
1945-1952 França
Introduzido em
Retirado em
1932  
Período histórico
Principais utilizadores
2ª Guerra Mundial Alemanha, França e Espanha

RESUMO HISTÓRICO


O Junkers Ju 52 foi um avião de transporte, com asa cantilever baixa, construído todo em metal. Equipado com três motores radiais e com capacidade para 17 passageiros, foi produzido entre 1931 e 1945, pela empresa alemã Junkers.

O Ju 52 foi projetado por Ernst Zindel, na fábrica da cidade de Dessau e o modelo inicial, designado de Ju 52/1m, tinha apenas um motor. O protótipo foi certificado em 1931, pelo Ministério dos Transportes da República de Weimar.

Devido à falta de interesse por parte dos compradores, principalmente da Deutsche Lufthasa, foram adicionados posteriormente mais dois motores, a fim de aumentar o seu desempenho, mudando sua denominação para Ju 52/3m. O 3m significa "drei motoren" ou três motores.

Algumas fontes indicam ter sido da empresa Lloyd Aéreo Boliviano (LAB) o pedido pela adição de mais dois motores, enquanto outras afirmam ter sido uma requisição da Deutsche Lufthasa.

O Ju 52 era originalmente fabricado com motores BMW, porém, alguns modelos destinados à exportação também utilizavam motores Pratt & Whitney Wasp ou Bristol Pegasus.

Inicialmente, o Ju 52 era destinado para usos civis, no entanto, desde cedo foram desenvolvidas versões militares que foram amplamente testadas operacionalmente, antes do inicio da 2ª Guerra Mundial, como aconteceu durante a guerra civil espanhola, onde a Legião Condor o testou e usou inicialmente como transporte de tropas, transferindo nacionalistas marroquinos para Espanha e posteriormente como bombardeiro e avião de combate para missões noturnas, tendo para o efeito sido equipados com metralhadoras e dispositivos que permitiam o lançamento de 1 500 Kg de bombas. Em 1939, quando a guerra civil terminou, os junkers Ju 52 tinham lançado mais de 6 000 toneladas de bombas.

Com o deflagrar da 2ª Guerra Mundial e porque a Alemanha possuía aviões mais capazes para missões de bombardeamento, o Junkers Ju 52 foi sobretudo utilizado para missões de transporte. Nessa tipologia de missão foi de tal forma importante para a Luftwaffe que se tornou no seu mais importante avião de transporte tendo sido utilizado em todas as frentes de combate em que os alemães participaram.

O Ju 52 foi um dos modelos mais bem-sucedidos na história da aviação europeia e finda a 2ª Guerra Mundial continuou em produção na Espanha (A CASA produziu 170 aviões para o Exército do ar espanhol, sob a designação CASA 352) e em França (A Amiot fabricou 400 aviões para o Armée de l’Air sob a designação Amiot AAC.1 (Toucan). Devido ao seu sucesso muitas alcunhas foram surgindo durante a sua história das quais se destaca, Vara de ferro, Tante Ju (Tia Ju) ou Auntie Ju. Entre as tropas aliadas era apelidado de Iron Annie.

Ao todo, entre versões civis e versões militares, foram construídos quase 5 000 aparelhos. A sua versatilidade permitiu que fossem construídas versões para o transporte (tropas e cargas), bombardeiro, hidroavião e reboque de planadores.


VARIANTES E VERSÕES


Ju 52/Зmg7е
- Avião de transporte - 

 

Alçado Lateral 700px
Alçado Superior Alçado Frontal Alçado Inferior 

 

Tripulação Comprimento Envergadura Altura Superfície alar
3 18.90 m 29.30 m 5.55 m   m2
Peso vazio
Peso máximo à descolagem
Velocidade máxima Autonomia Altitude máxima
6 500 kg  10 500 kg 285 km/h 1 090 km  5 900 m 
Motorização
  
Armamento
1 metralhadora MG-15 de 7.9 mm no dorso,
1 metralhadora MG-15 de 7.9 mm na cabina,
2 metralhadora MG-15 de 7.9 mm nas janelas laterais;
2 bombas de 250 kg

RESUMO DA VARIANTE/VERSÃO


Texto justificado

 


PROFILES


   
   

 


INFORMAÇÃO ADICIONAL


Sites e Blogs
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng
   
Bibliografia
 Aviões de guerra Aviões-TPM
 Aviões de Guerra Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade

  


 Última atualização da página: 18/08/2019